quarta-feira, 21 de outubro de 2009

OH! PESSOAS





Oh! Pessoas...
Pessoas são pessoas,
Que se resumem em seres humanos...
Diferentes em pensamentos
Educação, maneiras de ser,
Maneiras de olhar, de ouvir e de falar.

Oh! Pessoas...
Uns falam para si,
Mas, não ouvem as suas consciências.
E outros falam o que não pensam,
Que se resume em falar pelos olhos
E o não refletir.
Se fosse ao contrário o mundo seria
Melhor.

Oh! Pessoas...
Uns resmungam, outros brigam.
Que desunião?
Porque será que somos assim?
Porque só existe uma medida e um peso?
Porque não existem só medidas exatas e pensadas,
Dessa forma não existiria nenhum peso?

Oh! Pessoas...
Se existissem só medidas pensadas,
Não existiria a violência carnal,
Não existira a violência verbal,
Não existiria a violência de espécie alguma,
Que seja própria ou imprópria.
.
Oh! Pessoas...
Cheias de pecados, e de maus gostos,
Que ferem o mais intimo dos sentimentos
E nos magoa profundamente,
Arrastando para nós o infortúnio
Entranhado em nosso ente,
Intranqüilizando o sujeito digno.

Oh! DEUS...
Fazei-nos propícios a felicidade,
Fazei-nos fies a vós,
Fazei-nos em um só coração,
Fezei-nos precursores da união,
Fazei-nos mediadores da paz.

OH! DEUS... Somos tão pequeninos diante de te!!

Rogéria Albuquerque
19/10/2009

2 comentários:

  1. Olá, Rogéria!
    Parabéns, pelo seu blogue e por sua poesia!
    Desejo que sua poesia, voe longe!

    Abraços-poema,

    jj

    ResponderExcluir
  2. Obrigada meu querido poeta!!
    bejos!!

    ResponderExcluir