quarta-feira, 2 de setembro de 2009

MINHA MATA GRANDE



Minha Mata Grande!
Cidade onde nasci.
Fica além do horizonte,
Onde a beleza
Inspira a poesia.
Cidade de
Belas serras e belas florestas!
Que Carrego vivamente
Na lembrança
Dos meus sentimentos,
Que estão enraizados
Nas profundezas
Do meu coração.
Lembro de minhas viagens
Para terras conhecidas,
Onde no aconchego dos braços
Do meu pai,
Cavalgava apreciando a beleza do
Brilho do sol
Que incidia nas folhas das árvores
Formando fios de prata,
Dando-me o prazer de
Sentir-me uma rainha,
Que nas passadas largas do cavalo,
Meus cabelos longos voavam
E davam voltas no ar.
Lembranças que neste momento
Caem-me as lágrimas
Que rolam pela minha face
E desaparece na essência vital
De um passado de glorias.

OH! Minha Mata Grande!

Rogéria Albuquerque

3 comentários:

  1. Muy buen blog! Te invito a visitar el mío!

    www.legosargentina.blogspot.com

    Muchas gracias!

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito este poema, parabéns, Bjs. desde Portugal do Carlos Fonseca

    ResponderExcluir
  3. Muito bem, faz o blog e não divulga, pesquisando sobre o plano diretor de Mata Grande (não sei se existe) achei o blog e prontamente me cadastrei.Parabéns pela iniciativa e muito mais pelas belas poesias.

    ResponderExcluir